quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Paella



Adoro contar histórias sobre comidas, e quando a comida é cheia de história fica muito mais interessante. A primeira vez que comi paella devia ter uns 14 anos quando fui a um restaurante na praia da Solidão aqui em Floripa. Na época quando íamos a restaurantes não tinha muita frescura, o pedido era sempre um peixinho grelhado, pirão, arroz e batatas fritas. Então pedir uma paella era território inexplorado, porém um prato com camarões, lulas, mariscos, peixe, arroz e açafrão não parecia má ideia. Trouxemos a novidade para a cozinha da nossa casa e fomos aperfeiçoando e adaptando de acordo com nosso gosto pessoal. Nem preciso dizer que o prato virou queridinho da família, e mais de 10 anos depois continua sendo um dos favoritos, muito presente em datas comemorativas.

Paella e Valência são praticamente sinônimos e o prato já bombava na região desde o século 19. A riqueza de frutos do mar da área e a ousadia dos espanhóis em misturar tudo isso com arroz, condimentos e outras carnes como linguiças, coelho e frango, me deixa dúvida se o prato é genial ou é um samba do crioulo doido. Não importa como, mas os danados acertaram em cheio e não importa qual das suas versões, a paella sempre agrada. As principais versões, valenciana, de marisco e paella mixta se diferem basicamente no tipo de carnes incluídas. A que fazemos aqui em casa é uma versão adaptada da de mariscos (frutos do mar) onde colocamos lulas, camarões e peixe. Deixamos de colocar mariscos por questões pessoais, mas o legal da paella é que podemos tirar e colocar praticamente o que quisermos. O açafrão, que é um dos principais ingredientes da paella, virou tópico de discussão aqui em casa. É caro pacas, um saquinho que dá para 3 receitas custa cerca de 20 reais. Como paella já é um prato bastante caro, muitas vezes dispensamos o açafrão espanhol e usamos o açafrão da terra só pela cor. O açafrão da terra não tem nada a ver com o açafrão espanhol, é bem barato e adiciona mais cor do que sabor. Então capricho nos outros temperos para não comprometer a paella.
PAELLA

Ingredientes (6 pessoas)
  • 1/2 quilo de lulas limpas e temperadas com sal, pimenta do reino e limão
  • 1/2 quilo de camarões limpos e temperados com sal, pimenta do reino e limão
  • 1/2 quilo de um peixe firme cortado em cubos (ex: cação anjo)
  • 1 cebola pequena picada
  • 5 dentes de alho esmagados
  • 3 tomates sem sementes picados
  • 1 pimentão vermelho picado
  • 1/2 xícara de vinho branco
  • 2 litros de caldo de peixe (ou de legumes)
  • 3 xicaras de arroz arborio ou arroz para paella (mais dificil encontrar)
  • 1 xicara de azeite de oliva
  • 1 colher de sopa de páprica doce
  • 1/2 colher de sopa de páprica picante
  • 1 colher de sopa de açafrão da terra (ou 5 pistilos de açafrão espanhol)
  • 1/2 xícara de ervilhas congeladas (opcional)
1) Esquente 1 xicara de azeite de oliva e refogue as lulas até ficarem macias ( uns 4 minutos). Reserve
2) Refogue o peixe de 3-4 minutos ou ate cozido. Reserve
3) Refogue o pimentão, cebola e alho por uns 4 minutos. Ponha o tomate e refogue mais um pouco. Em seguida, acrescente o arroz, refogue por 2 minutos
4) Acrescente o vinho, tempere com sal, páprica  e açafrão e aos poucos coloque o caldo, mexendo sempre (como se estivesse fazendo um risoto). O tempo de cozimento de arroz é de uns 15-18 minutos. Quando o arroz estiver quase cozido, acrescente os camarões e ervilhas cozinhe por 3 minutos, junte as lulas e o peixe, tampe a panela, e espere uns 5 minutos antes de servir
5) Antes de servir, regue com um pouco de azeite.



Um comentário:

  1. Essa é uma de minhas paixões!
    Recomendo muitíssimo.

    ResponderExcluir